In�cio

Crianças e Jovens

Como funciona o cinto de segurança

Depois de leres este documento ficarás a perceber como funciona o cinto de segurança e porque razão precisas de o colocar sempre, mesmo se o veículo circular a uma velocidade baixa ou se deslocar por apenas uma pequena distância.

Cinto de segurança

Quando um condutor tem um acidente, o seu corpo e o dos passageiros continuam a seguir à mesma velocidade que o carro no momento do impacto ("impacto" é quando bate).

Quando o veículo pára, os passageiros sem cinto batem no volante, no tablier , saem pelo vidro e seguem o movimento que o carro tinha com a mesma velocidade...

Os cintos são a melhor protecção em caso de acidente!

Foram criados para que as forças sejam absorvidas pelas zonas mais fortes do nosso corpo: ancas, ombros e peito.

O cinto mantém o corpo no seu lugar, e protege a cabeça e a cara de baterem no pára-brisas ou nos bancos da frente.

Também evitam que o seu utilizador seja projectado para fora do carro!

4 razões para usares SEMPRE o cinto de segurança:

– Num acidente, o cinto de segurança pode salvar-te a vida.

– O cinto de segurança reduz os riscos de ferimentos graves.

– Muitas pessoas que acabam por morrer em acidentes poderiam ter sobrevivido se tivessem usado os cintos de segurança.

– É fácil de usar! Demora 5 segundos e pode salvar-te a vida!

Como é que o cinto funciona?

Um décimo de segundo após o impacto (se um segundo é curto, imagina-o dividido por dez!), o carro imobiliza-se e os ocupantes sem cinto são projectados para fora do carro.

Mal o corpo se imobiliza, os órgãos internos colidem (colidir significa chocar) uns nos outros e no esqueleto (falamos do fígado, estômago, baço, pulmões, etc.).

Para permitir uma paragem mais segura, devem fazer-se travagens seguras. Com o cinto, "pára-se" enquanto o carro pára ... - claro que se bate, mas é um choque gradual e protegido.

Durante o acidente, o cinto de segurança distribui as forças da desaceleração rápida (de que falámos) pelo peito, ombros e ancas, e também "dá de si" para ajudar a este processo.

As pessoas que usam cinto não são projectadas contra as outras e/ou contra o interior do veículo ou para fora dele.

Mais! Permitindo ao condutor ficar no seu lugar, possibilita que tente manter o controlo do veículo, evitando um segundo embate.

Claro que tudo isto "corre bem melhor" se os limites de velocidade forem respeitados...

Cintos de segurança e airbags

Apesar de o carro poder ter airbag , o cinto de segurança deve sempre ser colocado. Os airbags podem magoar se se estiver a menos de 25 cm do local onde se encontra guardado.

Crianças pequenas, em cadeiras próprias à sua idade, devem ir no banco de trás.

Os airbags frontais só funcionam em colisões frontais. Se houver um acidente em que se bata de lado ou o carro capote, SÓ o cinto de segurança é eficaz!

Para acabar

– Todas as crianças com menos de 12 anos DEVEM circular em assentos apropriados à idade, sempre no banco de trás.

– Recém-nascidos devem ir SEMPRE em cadeirinhas próprias, voltadas para trás no banco de trás.

– Todos os passageiros DEVEM usar o cinto de segurança, quer circulem à frente ou atrás.

© 2011 PREVENÇÃO RODOVIÁRIA PORTUGUESA – Todos os direitos reservados

Morada: Estrada da Luz, n.° 90, 1.° andar - 1600-160 Lisboa - Telefone geral: 21 00 36 600 - Fax: 21 00 36 649 - e-mail geral: prp@prp.pt

Optimizado para Microsoft Internet Explorer 5+ / Macromedia Flash 7 / Adobe Reader - Powered by: sharpNet