História

A Prevenção Rodoviária Portuguesa foi fundada em 1965, pelo Lyon Club de Lisboa, como uma associação sem fins lucrativos e com o objetivo de prevenir os acidentes rodoviários e as suas consequências.

Em 1966, é reconhecida pelo Governo como instituição de utilidade pública.

Já nessa altura, a elevada sinistralidade rodoviária preocupava alguns dos setores da sociedade e ao Lyon Clube de Lisboa sensibilizou-o, em particular, as crianças vítimas deste flagelo.

A PRP começa por ser uma pequena associação com apenas 6 funcionários que se vai implementando. Desde o início que uma das suas preocupações são as crianças e os jovens. Assim, nascem as Escolas Móveis de Trânsito que se deslocam às escolas de todo o país dando formação aos alunos.

Remonta também a esta época a Taça Escolar, concurso destinado a alunos do 2.º Ciclo do Ensino Básico, que foca a formação do aluno enquanto ciclista, e que ainda hoje se realiza.

Desde os primeiros tempos que nos dedicámos, também, a campanhas de sensibilização. Julgamos que haja quem ainda se lembre do Mercedes num deserto que pára junto a um sinal de “STOP” e do “slogan” “STOP até no deserto é para parar”. Outras campanhas que ficaram na memória das pessoas foram “Comigo o miúdo vai sempre atrás” – referente ao transporte de crianças; “Atrás de uma bola vem sempre uma criança”, para não falarmos da célebre campanha do “Lápis” sobre a condução sob o efeito do álcool.

 Colectânea Campanhas PRP

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Slider