Prevenção Rodoviária Portuguesa

A PRP tem por objetivo a prevenção dos acidentes rodoviários e a redução das suas consequências.

Para a prossecução dos seus objetivos, compete à PRP nomeadamente:

a) Promover ações de desenvolvimento da educação rodoviária;

b) Coligir, sistematizar e analisar os dados disponíveis referentes ao trânsito rodoviário, não só no que se refere ao fenómeno em si, mas também aos múltiplos aspetos sociais que o determinam e condicionam, e bem assim diligenciar para que sejam criadas condições que permitam a obtenção de novos elementos de informação com vista a facultar um conhecimento tão próximo da realidade quanto possível;

c) Elaborar, tendo em conta os conhecimentos obtidos através da análise da situação, um programa de segurança rodoviária, atendendo aos vários níveis em que se insere e aos vários aspetos de que se reveste;

d) Elaborar estudos específicos, quer por iniciativa própria, quer por solicitação de outrem, recorrendo a colaboração externa quando tal se torne necessário ou por qualquer motivo se justifique, sob os diversos aspetos do trânsito rodoviário especialmente aqueles que assumem maior importância para a segurança;

e) Promover a preparação, aperfeiçoamento e atualização de técnicos de segurança rodoviária nas técnicas mais modernas, através de cursos e seminários, de modo a satisfazer as necessidades específicas no setor nos seus múltiplos aspetos;

f) Conceber, executar, colaborar na execução e por todas as formas fomentar as ações tendentes a evitar acidentes rodoviários e a reduzir a gravidade das suas consequências, nomeadamente no âmbito da formação e informação dos utentes, do ordenamento do trânsito e da promoção da melhoria das condições da segurança da infraestrutura, dos equipamentos e dos veículos, tendo sempre em conta a investigação prévia e a avaliação da eficácia;

g) Conceber, planificar e realizar campanhas de informação e divulgação tendentes a dar a conhecer, nomeadamente a peões e condutores, recomendações e a fazer chamadas de atenção para pontos específicos do comportamento na estrada;

h) Promover, em colaboração com entidades ligadas ao setor automóvel, ações de formação sobre técnicas e regras de condução, designadamente dirigidas a jovens, bem como organizar ações específicas de formação recorrente para condutores idosos ou que tenham estado envolvidos em sucessivos acidentes.